segunda-feira, 13 de setembro de 2010

LENDA DA PEDRA DA MOURA NA PRAIA DE LAVADORES - CANIDELO DE GAIA

PEDRA DA MOURA
Conto eu –
A minha versão da lenda:















*
PEDRA DA MOURA
>
Conto eu –
>
A minha versão da lenda:
>
Que uma donzela e virginal Moura, princesa cativa e desterrada numa aldeia bem a norte, quando com seu povo fugia às invasões dos Cristãos, vindos do Norte com destino à Mouraria, - à actual Marrocos no Norte de África, - ao chegar àquele lugar, - da pedra da Moura - da praia de Lavadores, - onde existe uma enorme pedra em cima de outra –, esbarrou com aquele imenso mar, logo seguido pelo vastíssimo Oceano Atlântico, cujos seus avós e ou bisavós o tinham atravessado há uns séculos, para esta banda, a Ibéria.
Como não lhe seria possível nadar com uma enorme pedra que trazia à cabeça para a levar para Marrocos pois que, era uma preciosa prenda de enorme valor, que, lhe valeria boa fortuna na sua terra Árabe, pousou-a ali, em cima daquela outra, com a intenção de recuperar forças para continuar caminho e, assim ser-lhe possível reconquistar a terra que seus antanho - ascendentes deixaram.
O dia estava quente e, a donzela Moura logo experimentou banhar-se naquelas frias águas do Norte daquele que, devido à expulsão das suas gentes Árabes, viria a ser Portugal de aquém, e além Douro, a sul do Porto e do rio Douro, onde se situa a praia de Lavadores, a primeira de Gaia.
Foi de tal forma o prazer que sentiu ao mergulhar e, logo após, ao nadar entre aqueles enormes penedos cobertos de algas e moluscos, por entre o sargaço que flutuava e que cobria o seu nu corpo assim como toda a superfície da salgada água, que, imediatamente começou a sentir um excitar do seu pujante corpo agreste da vida áspera que levou nos anos que viveu no Norte de Portucale, nos campos de cultivo agrestes, das encostas das serras.
Os banhos de água salgada, as algas, os sargaços, misturada com os moluscos e toda uma variada vida marinha da época, enfim, o iodo largado daquelas rochas da magnífica praia de Lavadores, forneceram-lhe jovialidade, frescura, pujança, força, êxtase; comparável no presente a uma ampola de autêntica geleia real - giseng – cola – ginko biloba, ou a um afamado comprimido azul que agora as fêmeas também usam para se tornarem mais capazes, como que se nunca o tivessem sido.
Avista então à distância os restantes fugitivos, seu povo, que, descia a íngreme encosta de Lavadores, - ela também ainda virgem, com uma invejável e verde vegetação, - em direcção ao mar também, em debandada. Sentiu-se nua, aliás como estava, mas, mais jovial, mais feminina, mais sensual, (que pena, eu não tinha na altura a minha máquina fotográfica, mas, estou a ver a cena). Logo se esqueceu da pedra (e você que lê também, devido à sua mente preenchida com a figura da jovial árabe). E, em direcção ao mar alto, ao Oceano deste Portucalém, nadou com toda a sua intensa força até à costa Árabe do Norte de África.
A pedra, essa, ainda se encontra lá pousada à espera da sua dona.
Vou tentar saber o dia do seu regresso para a recolha do seu precioso tesouro – aquela pedra, - para estar pronto para a fotografia. Será a mais preciosa formosura carnal impudica a entrar não em mim, mas, na minha photografic machine.
Já lhe fiz até um poema para depois a conquistar:
*
*
Vem minha princesa Árabe,
Vem até mim o Joaquim,
Eu amo-te mais do que assim assim,
Meu peito no teu coração cabe.
<>

<









































majosilveiro

5 comentários:

  1. VIA MAIL

    Jaime Santos Santos para mim
    mostrar detalhes 14 Set

    OK... Isso é estar apaixonado, que at´
    e a poesia deslumbra...

    Abraço


    Em 14 de setembro de 2010 17:58,

    ResponderEliminar
  2. Interessante lenda a cerca dessa pedra, excelentes fotos,saudações do Brasil.

    ResponderEliminar
  3. Via FACEBOOK

    José Marinho: na impossibilidade de comentar no teu blog, onde li a história ou lenda, fica aqui, pura e simplesmente, magnifica a tua lenda.
    há 7 horas ·Gosto · 2 pessoas
    Jose Tavares e tu gostam disto.

    ResponderEliminar
  4. Adoro este sitio moro por ai a dois passos

    ResponderEliminar